Entrar
  
ForumMercado
Entrar
Notícia / Política

Novos ministros, velhos amigos

Prosseguem, no Palácio do Planalto as conversas do presidente Michel Temer para a conclusão da reforma ministerial, por ocasião da disputa eleitoral de outubro.
  10/04/2018
  12:34
  Atualizado em 13/05/2018 06:01

Prosseguem, no Palácio do Planalto as conversas do presidente Michel Temer para a conclusão da reforma ministerial, por ocasião da disputa eleitoral de outubro. Das onze pastas vacantes desde o último 7 de abril, apenas, Saúde, Transportes, Educação, Desenvolvimento Social Fazenda, Planejamento e Minas e Energia foram preenchidas. Note-se que, respectivamente, Gilberto Occhi, Valter Casimiro, Rossieli Soares, Alberto Beltrame, Eduardo Guardia, Esteves Colnago e Moreira Franco – este deslocado da  Secretaria-Geral da Presidência, que ainda está sem ministro definido -, são técnicos nos setores, mas também, velhos conhecidos do cenário político.

Além da Secretaria-Geral, não estão decididos os nomes para os ministérios do Meio Ambiente, Esporte, Turismo e Integração Nacional. Para a Integração, especula=se que Antônio Pádua de Deus Andrade, secretário de Infraestrutura Hídrica do Ministério da Integração Nacional, assumirá a pasta, e que, no Meio Ambiente, Edson Duarte, atual secretário-executiva, será o ministro para período, substituindo Sarney Filho.

Entre os exonerados, apenas Dyogo Oliveira, ministro do Planejamento, saiu da pasta sem que o motivo fosse concorrência a cargo eletivo. Foi deslocado para assumir a presidência do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Social). O presidente Michel Temer esteve presente na solenidade.

   MichelTemerministérioreformapresidênciaeleições 2018BNDES
MBF
© 2018 MOVIMENTO BRASIL FUTURO.      Todos os direitos reservados.